O presente

BOM OU RUIM, O TEMPO DIRÁ

Parte 1

Que tal começar o ano sem apego ao que passou e faz parte do passado, como também, sem muitas expectativas e pré-ocupações com o dia de amanhã e viver o presente, o aqui e o agora?

O que existe nesse momento é o encontro entre eu, através deste texto, e você. Isso é a realidade. Através do mundo virtual estamos conectados e compartilhando um momento. O que vai vir depois já faz parte do futuro. E o que você estava fazendo á um minuto atrás, é parte do passado.

Quando passamos a olhar e sentir a vida de outro modo, ela muda. A gente muda!

Estás ansioso? Vamos pensar juntos e tentar perceber quais os motivos reais de sentir-se ansioso neste momento. O que está gerando medo? Existe um motivo evidente de perigo? O que pode acontecer de pior nesse momento? Estás sem ter o que comer e vestir, não tem onde morar ou com algum risco eminente de morte? Lembre-se, o que existe nesse momento é você em contato com meu texto, e até onde sei não tenho o poder de gerar nenhum perigo real a você, então não tens motivo para ficar ansioso nesse instante. Você pode argumentar o problema não é você, são os meus negócios, não estão indo bem e as contas devem ser pagas, não sei o que fazer; a minha saúde está debilitada e estou sentindo muita dor e aflição; o meu amor não está comigo; meu emprego me deixa muito infeliz e frustrado; meus pais não cuidaram de mim como deveriam e por essa razão tudo na minha vida deu errado; o ano passado foi muito ruim e tenho medo que o mesmo se repita…

Bem, seja lá o que for que te desconecta de viver o presente, existe ao menos uma, entre duas possibilidades: vá atrás de resolver nesse momento o que é possível ser resolvido ou fique aqui, de corpo e alma, aproveitando esta leitura. Viver duas coisas ao mesmo tempo e não estar presente em nenhuma delas, certamente não é viver, é matar o real em detrimento ao que ainda não existe ou ficar preso ao que já passou.

O passado deve ser integrado, o futuro á Deus pertence e se vai ser bom ou ruim, o tempo dirá.

Aproveite e concentre-se no agora, é nele que se encontra o poder de ser feliz, realizar, mudar, crescer, evoluir e viver.

 

BOM OU RUIM, O TEMPO DIRÁ

Parte 2

 Diz à lenda que em uma aldeia morava um sábio muito admirado em sua comunidade por seus exemplos de equilíbrio, serenidade e tranquilidade. Certo dia a aldeia teve a notícia de que o filho do sábio havia encontrado uma manada de cavalos selvagens. Na época, os cavalos eram um importante meio de troca e de subsistência, por isso todos ficaram eufóricos. Em seguida, um grupo de pessoas da aldeia decidiu ir até o sábio para parabenizá-lo pelo importante achado. Enquanto se deslocavam até ele, todos comentavam: “O sábio deve estar radiante de alegria.” Para surpresa de todos, quando chegaram até ele, encontraram-no tranqüilo e sereno. Indagaram-no: “Mas você não está feliz com o achado de seu filho?” E ele tranquilamente responde: “Se vai ser bom ou ruim, o tempo dirá.” E a vida continuou. Passado algum tempo, a aldeia teve notícias de que o filho do sábio, ao domar um dos cavalos selvagens, caiu e ficou sem poder caminhar. E, no burburinho da aldeia todos comentavam: “Coitado do sábio, o que será dele sem o auxilio do seu único filho, deve estar sofrendo muito com esta situação.” Foram todos até ele para prestar solidariedade e confortá-lo nesse momento tão difícil. Chegaram lá e novamente encontraram o sábio tranquilo e sereno. “Mas, você não está desesperado com a incapacitação de seu único filho?” E ele novamente responde: “Se vai ser bom ou ruim o tempo dirá.” Todos voltaram para suas casas e no caminho comentavam: “E nós, que achamos que os cavalos selvagens seria a benção na vida do sábio e, ao contrário, foi motivo de grande fatalidade”. Passado mais algum tempo aconteceu uma guerra, todos os jovens da aldeia foram convocados a participar e todos perderam a vida na guerra. O único jovem que ficou vivo na aldeia foi o filho do sábio, que não pode ir à guerra por estar incapacitado.

Moral da história: Devemos ter confiança na vida. Viver o presente com tranqüilidade e serenidade, sem pré-julgamentos e pré-ocupações. Tudo que nos acontece tem um sentido maior e nossa visão restrita da vida não permite compreender de imediato o todo que pertencemos e os desígnios que estamos fadados. Acreditemos que se o amanhã vai ser bom ou ruim, o tempo dirá e no final tudo dará certo, se não deu certo ainda é porque não chegou ao final.

 Abç

Alexandra Weizemann

Anúncios
    • Arla
    • 11 de janeiro de 2010

    Ter confiança e otimismo, faz muita diferença em nossas vida. Muito Bom!

    • Lilian
    • 23 de janeiro de 2012

    Amei!!!!!!!!! Como tudo que escreves, vê ou apenas fala.

    Bjão

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: